HOJE é dia do Especialista da Aeronáutica

Carreira de Especialistas da Aeronáutica completa 70 anos

AVIÃO, mecânico e piloto formam um triângulo profissional perfeito na aviação civil e militar. Juntos, cumprem a missão. O raciocínio ilustra a frase que abre o hino do Especialista de Aeronáutica e a importância dessa parceria: “Com os pilotos e asas, seremos um conjunto de todo eficaz”.

Os militares dessa área, hoje, não são apenas mecânicos. Formam um grupo com mais de 24 mil especialistas – um terço do contingente total da Força Aérea Brasileira (FAB) –, entre graduados e oficiais, distribuídos em 27 diferentes áreas de atuação.

Ordem do dia

A CHEGADA no Berço dos Especialistas

HÁ EXATAS sete décadas, em março de 1941, nascia a Escola de Especialistas de Aeronáutica, sediada na Ponta do Galeão, na Ilha do Governador, no Rio de Janeiro, dentro do esforço do recém-criado Ministério da Aeronáutica de reorganizar a aviação brasileira. A nova escola foi criada para unificar a formação dos profissionais especialistas no país, após a extinção das Escolas de Aviação Naval (Marinha) e de Aviação Militar (Exército). Até então, cada Força tinha sua própria aviação.

O cenário da aviação no início dos anos 40 era precário: faltavam pilotos, aeronaves, pistas, equipamentos, mão-de-obra especializada, normas de segurança, indústrias e investimentos.

Nas palavras do primeiro Ministro da Aeronáutica, Joaquim Pedro Salgado Filho, os desafios eram muitos. “A aviação civil, na época, era mais voltada para a área esportiva em incipientes aeroclubes. Os pilotos comerciais recebiam treinamento dentro das próprias companhias que os empregavam.”

1977: Quando tudo começou

Os desafios não paravam por aí. Mesmo as escolas militares existentes apresentavam divergências quanto à formação. A Escola de Aviação do Exército, por exemplo, recebeu em seus primórdios o modelo da Missão Militar Francesa, a partir do final de Primeira Guerra (1918). Já a escola de Aviação Naval recebia orientação tanto da aviação inglesa quanto da aviação alemã. “Dar unidade à didática dessas duas escolas, tão diferentes em seus conceitos, era também outro desafio”, afirmou o ministro Salgado Filho.

NA QUINTA, boi ralado!

Em 1941, no primeiro concurso de admissão, apenas 34 candidatos passaram na prova, apesar das 200 vagas oferecidas. De lá para cá, a concorrência cresceu bastante, incentivada pela qualidade do ensino oferecido e pelas oportunidades da profissão militar: a relação candidato-vaga, em 2009, no Curso de Formação de Sargentos (CFS), chegou a 47,06 – mais do que o curso líder em concorrência na Universidade de São Paulo no mesmo ano (publicidade – 40,66).

1997: 20 anos depois

A entrada do Brasil na Segunda Guerra também foi decisiva para que o país ampliasse a frota de aeronaves, investisse na preparação de mão-de-obra qualificada, novos e modernos equipamentos. Nesse período, para ampliar a capacidade de formação de técnicos para a aviação, o Brasil enviou pessoal para escolas no exterior.

2001: vencendo nova batalha

Em 1950, o Ministério da Aeronáutica criou a Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR) em Guaratinguetá (SP), instalada na antiga Escola Prática de Agricultura e Pecuária. A unidade ocupa hoje uma área de 10 milhões de metros quadrados, com uma área construída superior a 119 mil metros quadrados, contendo 93 prédios administrativos e três vilas militares residenciais.

2003: Nova geração de especialistas

PENSAMENTO de hoje: “O QUE é verdadeiramente imoral é ter desistido de si mesmo.” Clarice Lispector

LOUVADO seja Nosso Senhor Jesus Cristo!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: